07 abril 2012

A PASCOA CRISTÃ



A verdadeira origem da páscoa, não tem nada a ver com ovos e nem coelhinhos, sua origem remonta é apontada nos relatos do velho testamento, por ocasião do êxodo do povo de Israel da terra do Egito. O acontecimento é relatado no capitulo 12 do livro de Êxodo . Faraó , o rei do Egito , não queria deixar o povo de Israel sair , então muitas pragas vieram sobre ele e seu povo . A décima praga porém foi fatal: a matança dos primogênitos - o filho mais velho seria morto.  


Segundo as instruções divinas , cada família hebreia, no dia 14 de Nisã( março-abril) ,deveria sacrificar um cordeiro e espargir o seu sangue nos umbrais das portas de sua casa. Este era o sinal, para que o mensageiro de Deus , não atingisse esta casa com a décima praga. A carne do cordeiro, deveria ser comida juntamente com o pão não fermentado  e ervas amargas, preparando o povo  para a saída do Egito.
Segundo as Sagradas Escrituras , à meia noite todos os primogênitos egípcios, inclusive o do Faraó foram mortos. Então Faraó ,permitiu que o povo  de Israel fosse embora, com medo  de que todos os egípcios fossem mortos. 


Em comemoração a este livramento extraordinário, cada família hebréia deveria observar anualmente a festa da Pascoa, palavra hebraica que significa "passagem", "passar por cima". Esta festa , deveria lembrar não só a libertação da escravidão egípcia, mas também a libertação da escravidão do pecado, pois o sangue do cordeiro , apontava para o sacrifício de CRISTO , O Cordeiro que tira o pecado do mundo.


Atualmente a maior parte das igrejas evangélicas, comemoram a morte e ressurreição de Cristo, através da cerimônia da Santa Ceia. Na antiga Pascoa Judaica, as famílias removiam de sua casas , todo o fermento e todo o pecado, antes da festa dos pães asmos. Da mesma forma, devem os cristãos confessar seus pecados e deles arrepender-se, tirando o orgulho, a vaidade, inveja, rivalidades, ressentimentos, assim como Jesus fez com os discípulos na Cerimônia do Lava-pés. Jesus instituiu uma cerimônia, A Ceia , em substituição à comemoração festiva da Pascoa. 
Em I Co. 11.24-26 relata o seguinte:
JESUS tomou o pão," e tendo dado graças o partiu e disse :Isto é o meu corpo que é dado por vós; fazei isto em memoria de mim. Por semelhante modo , depois de haver ceado, tomou o cálice , dizendo: Este cálice é a nova aliança no Meu Sangue, fazei isto todas as vezes  que comerdes este pão e beberdes o cálice , anunciais a morte do Senhor , até que Ele venha."


Agora é importante prestarmos a atenção aos vários elementos simbólicos da Santa Ceia: 


1. O ato de partir o pão, indica os sofrimentos pelos quais Cristo passou em nosso favor.
2. O suco da uva ( vinho) representa o seu sangue derramado na cruz nós.
3. Participar da cerimônia da Ceia , significa que estamos proclamando ao mundo a nossa fé  no sacrifício expiatório de Cristo e em sua segunda vinda. 


A Ceia significa a libertação do pecado através do sacrifício de Cristo. Significa também estar em comunhão com ele. E sobretudo, é um antegozo dos salvos , pois Jesus disse: " Não beberei deste fruto da videira, até aquele dia em que o hei de beber convosco no reino do meu Pai.( Mt. 26.29)




     

3º Dia do 12º Congresso feminino da ICB- Conquista

Deus em sua imensa misericórdia abençoou o nosso 3º Dia Do nosso 12º Congresso Feminino da ICB- Conquista que aconteceu no dia 29 de Maio de...